quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Empregos Verdes - Uma Tendência Mundial

Devido à relevância do tema e pela notória importância da formação de uma nova consciência ambiental sustentável, a seguir reproduzo uma matéria publicada em 29 de julho de 2010 em O Globo On line por Mariana Belmont:
A preocupação mundial com o meio ambiente desencadeou uma tendência no mercado de trabalho: o surgimento de novos cursos de formação para quem busca uma oportunidade nos chamados empregos verdes. A reciclagem e os biocombustíveis são apontados como os setores que mais oferecem empregos verdes no Brasil. Mas não são as únicas. Reaproveitamento de resíduos, agricultura orgânica, biocosméticos, construções verdes e turismo ecológico também são setores fortes, segundo especialistas.
O Senac-Rio acaba de lançar a especialização técnica "Segurança e gestão de resíduos", com duração de 300 horas, voltada para técnicos em segurança do trabalho, química e meio ambiente. O curso aborda, entre outros assuntos, orientações específicas para o desenvolvimento de planos de gestão de resíduos para estados, municípios, empresas, condomínios ou escolas, seguindo a legislação vigente.
O curso está sendo oferecido na unidade de Teresópolis, cidade escolhida por fazer parte do primeiro aterro sanitário consorciado do estado. O aterro, que servirá de estudo de caso, recebe diariamente aproximadamente 130 toneladas de lixo das cidades de São José do Vale do Rio Preto, Sumidouro, Carmo, além de Teresópolis, e beneficia cerca de 200 mil moradores.
Outras especializações oferecidas pelo Senac Rio neste segmento são a especialização técnica "Segurança ambiental" (300 horas), voltada para técnicos em segurança do trabalho, química e meio ambiente, e a pós-graduação "Educação ambiental" (360 horas), voltada para profissionais de nível superior em qualquer área. Informações e inscrições pelo site do Senac ou pelo telefone (21) 4002-2002.
A Universidade Veiga de Almeida oferece o MBA "Planejamento e gestão ambiental", além dos cursos de graduação em engenharia ambiental e graduação tecnológica em gestão ambiental.
Especialista em arquitetura ambiental e construções sustentáveis, o coordenador do MBA "Planejamento e gestão ambiental", Cezar Pires, ressalta a urgência da adoção de conceitos de sustentabilidade no Brasil também por conta da Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 no Rio:
Um dos argumentos defendidos pelo Comitê Olímpico Brasileiro para realizar os jogos de 2016 no Rio foi a ênfase na realização de uma Olimpíada verde, a mais sustentável e ambientalmente correta da história. E certamente esta será uma promessa acompanhada de perto pelo Comitê Olímpico Internacional.
O coordenador do curso de graduação tecnológica da universidade, Eduardo Pimenta, ressalta que o salário de um gestor ambiental recém-formado varia entre R$ 3 mil e R$ 5 mil.
As perspectivas são as melhores possíveis, com empregabilidade a curto prazo. O mercado precisa atender a demanda reprimida de gestores em meio ambiente com conhecimento, visão e titulação na área - afirma.
Outras informações sobre os cursos da Veiga de Almeida podem ser obtidas no site da universidade ou pelo telefone 2574-8835.
O FGV Management, da Fundação Getúlio Vargas, oferece, em sua grade, o MBA "Gestão ambiental". Para quem tem dificuldade de encaixar o curso nos seus horários disponíveis, pode optar por programas a distância - todos com duração de 30 horas. Entre os da área, há "Gestão ambiental e desenvolvimento sustentável", "Instrumentos de gestão ambiental empresarial", "Políticas de meio ambiente" e "Responsabilidade socioambiental". Mais informações podem ser obtidas no site da instituição.
Na Universidade Estácio de Sá, há as pós-graduações "Qualidade, segurança, meio ambiente e saúde" e "Gestão ambiental", ambas com carga horária de 390 horas. As próximas turmas começam em setembro. Outra opção é o curso de extensão "Energias alternativas", com duração de 24 horas. A próxima turma terá início em outubro. Outras informações pelo telefone 3231-0000 ou pelo site da universidade.

Mas só imprima se for realmente necessário, o meio ambiente agradece.


Nesses novos dias é importante que estejamos preparados para o mercado de trabalho que, agora, visa a utilização de tecnologias sustentáveis, fontes limpas de energia e recursos para suprir os seus meios, por isso é que profissionais qualificados para lidarem com essa nova realidade serão mais bem pagos e valorizados.
Essa é tendência global!
E você, está pronto? Se não, apresse-se pois o planeta precisa de você.