domingo, 31 de outubro de 2010

Ensino Superior a Distância





Não muito recentemente, uma nova modalidade de ensino tem despontado em diversas universidades brasileiras e, sem dúvida alguma, está mudando os rumos da educação no país. Com a utilização de sistemas de ensino-aprendizagem versáteis e disponíveis para estudo através da internet, de modo revolucionário, tem integrado e formado milhares de novos profissionais em todas as áreas de conhecimento, especialmente na formação de professores. É assim que a modalidade de Ensino a Distância está conquistando cada vez mais adeptos em todo o Brasil.

No alvorecer dos anos 2000, as universidades públicas brasileiras começavam a perder quórum - fosse por falta de vagas ou não - para as diversas instituições particulares de ensino que surgiam pelo Brasil a fora, algumas delas, baseadas apenas na obtenção de lucro. Essas novas faculdades, que ora comercializavam o ensino como uma espécie de produto ou serviço, acabaram, por assim dizer, "democratizando" o acesso ao saber. Entretanto, a qualidade do serviço prestado por vezes fora questionada em vários debates sobre o assunto.

Diante do surgimento desse inexorável potencial de trabalho, muitas instituições públicas de ensino superior têm adotado meios eficientes e democráticos para oferecer Educação a Distância - EAD - sem custo algum para os alunos. Tais iniciativas só se tornaram viáveis através de consórcios e programas governamentais específicos que visam, sobretudo, a retomada da destinação institucional das universidades públicas, que é, antes de qualquer coisa, a democratização do conhecimento. Agora, lançando mão de importantes recursos tecnológicos e de novas mídias de informação disponíveis, vislumbra-se solucionar o grave problema da escassez de vagas na universidade frente ao aumento da demanda de alunos.

Contudo, ainda há arestas que devem ser aparadas. Como em qualquer sistema, limitações encontradas, tanto pelos alunos quanto pelos próprios tutores, por vezes, podem causar dificuldades de comunicação e obscurecimento de alguns conceitos importantes durante o processo de ensino-aprendizagem. Ainda com relação aos alunos, as deficiências instrumentais específicas em disciplinas básicas dos cursos, bem como a impossibilidade de acesso às diversas plataformas de EAD existentes e, até mesmo, a famigerada exclusão digital podem dificultar ainda mais o progresso nos estudos a distância. Portanto, é preciso muito empenho, disciplina e perseverança de todas as partes envolvidas para solucionar tais questões. Sendo assim, ainda há muito trabalho a fazer para que o Ensino Superior a Distância se torne realmente inclusivo e eficaz em nosso país.
Marlon M4

Privacidade e Canja de Galinha

É mesmo, talvez ainda tenhamos que nos acostumar com a falta dela hoje em dia. Com a implantação dos famigerados pré-cadastros, em lojas e afins, parece que qualquer um sabe quem somos e do que gostamos. Quase sempre nos surpreendemos confirmando algum dado, “só pra efeito de segurança senhor!” Quem nunca ouviu isso? Pois é. As instituições não apenas nos rastreiam e nos viciam com os seus produtos e serviços, como também nos controlam! Assustador, não é? Que nada! Normal. Atualmente não sobrevivemos mais sem isso. O que acontece, é que o tema já deu “pano pra manga”, inclusive em tribunais. Várias empresas já tiveram de pagar gordas indenizações a custo da apropriação indevida de informações mais delicadas. No entanto, a apropriação nem é o mais grave, o que é mesmo inaceitável é a divulgação de tais informações.


Quem nunca recebeu uma ligação, no aconchego do seu lar, na qual diziam: “o senhor não gostaria de um cartão de crédito? Ah sim! Não? Então, que tal um empréstimo?” Ora bolas! Quem dá o nosso número de telefone pra eles? Será possível? Isso é sim quebra de privacidade e com respaldo legal previsto no nosso desconhecido Código de Defesa do Consumidor - CDC -. Quase ninguém sabe disso!

Mas, confesso que o que me deixa realmente incomodado é o fato de que esses cadastros não são só exclusividades de pessoas jurídicas. Certa vez, fiquei sabendo de um caso, no mínimo constrangedor. Uma funcionária da então Telemar, através de uma colega que era funcionária da Vivo, conseguiu todas as informações da amante de seu namorado! Apenas com o numero de telefone da mal fadada senhorita encontrado no histórico de chamadas do cara. Por certo, não relatarei aqui o desenrolar dessa novela, porém, fica claro que não houve ética nenhuma para com as informações do adulterador! - rs -.

Tratemos agora das redes sociais na Internet. Ah! Essas sim é que são bem legais de discutir, pois é lá mesmo que as pessoas colocam - voluntariamente - as informações que, em tempos mais “dourados”, demoraríamos até um ano de convivência para descobrir! Agora ficou fácil agradar o pretendente e sem galanteios por devaneios, tudo é bem real e prático, até demais. Ta tudo lá: Prato predileto; RG; CPF; PIS; número do sapato; etc. Agora só resta marcar: No seu ap. ou no meu? Não me acostumo com isso, ainda prefiro as pessoas de verdade, e não seus portfólios. Aonde chegaremos? Não tenho a mínima idéia. Contudo, sei de uma coisa: um pouquinho de privacidade não faz mal a ninguém. Não é? É como canja de galinha.
Marlon M4
Saiba mais:


br-linux.org/2008/privacidade-na- internet-parte-1/

...

Descoberta Vida Extraterrestre



O curioso Ser aí da foto foi chamado pelos cientistas de Prateado e é um espécime de um povo recém descoberto e ainda desconhecido. Seu corpo, apesar de apresentar simetria bilateral - antimeria - e estratificação, não obedece a princípios básicos de construção corporal humana como metameria e paquimeria. Não possui orifício oral nem aboral, tampouco olhos ou nariz. Sua respiração se dá por simples difusão cutânea, na qual inspira silano - abundante em seu planeta de origem - e expira CH4 - metano -.


A nutrição se dá pela absorção de energia pura - na forma de plasma - e de hidrocarbonetos líquidos que escoam sobre a superfície rochosa do planeta. A base molecular orgânica de suas células não é o carbono, mas sim o silício - um semicondutor natural - daí a capacidade de se nutrir através da energia que, em seu planeta, flui sob a forma de plasma, semelhante àquele observado em Bobinas de Tesla aqui na terra. Esse fenômeno ocorre graças ao solo do planeta que é rico em metais como cobre, ferro e zinco. A tectônica de placas e a circulação do manto, além de gerarem eletrostática e o magnetismo essencial à manutenção da atmosfera planetária, também produzem feixes de plasma em certos pontos da superfície do planeta.


O Prateado não apresenta sistema circulatório. Sua reprodução ocorre pela da secreção de gametas através de gonóporos situados na região ventral, no entanto, é hermafrodito. Há indícios de que a espécie realiza intensa manipulação genética. É inteligente, mas não possui sistema nervoso central. Seu sistema nervoso é composto por subunidades nanométricas de processamento. A comunicação com outros da espécie é muito complexa e, ainda, ininteligível para seres humanos. Acredita-se, porém, que ela funcione como algum tipo de conexão sem fio, como em aparelhos celulares aqui da terra - ex. bluetooth -.


Seu planeta natal é em um orbe rochoso, recém descoberto na Via Láctea, que orbita a estrela Eta Carinae, um mundo inóspito e nada familiar. No entanto, sabe-se que um dia em seu planeta pode durar até cinco anos terrestres! Enquanto um ano por lá pode durar até 300 anos daqui, isso, graças à órbita longa e irregular que o planeta percorre em volta da sua estrela. As oscilações de temperatura também são de grande amplitude. A sobrevivência por lá só é possível devido a especializações como a quimiotrofia e a absorção da energia proveniente das descargas elétricas comuns na atmosfera do daquele planeta. Abrigam-se sob do solo em estruturas muito bem adaptadas às intempéries planetárias. Descobriu-se, também, que existe uma sociedade bem estruturada na qual se desenvolveu uma cultura muito complexa.


Estudos posteriores hão de elucidar os dados até agora coletados sobre esse estranho, mas fascinante, Ser.

Marlon M4
...

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Natureza é Natural?

Para mim, a natureza é o conjunto manifesto por todos os fenômenos físicos, químicos e biológicos que envolvem os agentes vivos, ou não, desde que possam ser observados e/ou mensurados.

Ela envolve todas as complexas interações entre seres e o meio.

É composta de nós mesmos, inclusive!

Todos os elementos observáveis dentro do espectro visível na existência de quem observa os fenômenos fazem parte da natureza!


Também fazemos parte do Mundo Natural! Apesar não estarmos no centro, fazemos parte dele sim! Logo, o que fazemos por aqui, seja bom ou seja ruim, é tão natural quanto se nada fizéssemos.


Marlon M4


...

sábado, 9 de outubro de 2010

Salvar o planeta?

Algumas vezes é como se quiséssemos negar a própria natureza humana e, simplesmente, parar! Ou ainda, voltar no tempo e assim retroceder o nosso curso evolutivo. Isso é Impossível. No entanto, em prol do bem interespecífico, penso que talvez devêssemos reavaliar alguns fatores que envolvem essa questão, bem como nossos comportamentos e algumas práticas cotidianas, haja vista a nossa, aparente, supremacia sobre os demais seres vivos daqui.

Vejam o que uma professora que muito admiro escreveu:

Salvem o Planeta!
Salvar o Planeta de quem?
De quem vive nele?
Salvem a Natureza!
Natureza de quem?
É natural que Formigas construam formigueiros.
É natural que Abelhas produzam mel… Tecnologia
Então…
É natural que Homens construam cidades.
É natural que Homens produzam carros e eletricidade… plena Tecnologia.
É natural que as raízes de algumas plantas liberem toxinas inibindo o crescimento de outras plantas?
É natural que os Leopardos matem o que for possível, onde for possível?
É natural que os Homens usem e modifiquem o ambiente em que vivem?
É natural que os Homens pensem e executem tudo que for possível a eles?
É natural que os Homens recriem o mundo por suas mentes?
É plausível controlar a ação das Formigas? Das Abelhas e das raízes tóxicas?
Dos Leopardos? Dos Homens?
É possível controlar a natureza? Condicionar o que é natural?
Não será tarefa impraticável conter a ação da vida?
Faz parte da vida o Homem ser o que é. Produzindo o que produz.
Vivendo como vive.
E as conseqüências da vida não podem ser refreadas.
A natureza da Abelha não pode ser modificada.
A natureza do Leopardo não pode ser extinta.
A natureza do Homem não pode ser condenada.
Porque a natureza dos seres… é natural… faz parte da vida.
Também fazem parte da vida os rumos da Natureza.
E a vida no nosso Planeta segue seu curso.
E as conseqüências… são naturais.
Boas ou más - sejam lá para quem for - são naturais.
Ou não?
Ou… deveríamos intervir na Natureza? Conter a vida do Homem?
Ou… ser humano não é ser natural?
Qual será a Natureza dos Homens?
Denise Lannes
Adorei esse texto, simplesmente, por quase ninguém manifestar essa opinião.
Marlon M4