domingo, 23 de setembro de 2012

A Abelha e a Flor


A Abelha pousa e repousa sobre a Flor.
De súbito, fora atraída pela sua cor,
Tornada ébria, ora pelo seu odor,
Voa leda e ávida por seu sabor.

Ó Flor! Rogo-te com fervor:
Haveria benefícios em ceder ao polinizador?
Por favor, sem mais demora e sem temor,
Logo verta do teu néctar de imenso valor!

Marlon M4